Community Manager

Community Manager: o que faz, habilidades, salário e dicas para ser destaque

Em 2022,  o Brasil foi o 3º país que mais utilizou redes sociais no mundo, de acordo com um estudo da We Are Social. 

Em 2023 foram contabilizados 5,16 bilhões de usuários de Internet no mundo, ou seja, 64,4% da população total do mundo, segundo estudos da mesma agência.

Não podemos negar, que hoje em dia, é praticamente impossível escapar de redes sociais.

Seja para passar o tempo, para saber das fofocas, para estudar ou para se conectar com seus amigos, todo mundo está online o dia todo. 

Acontece que empresas não são diferentes.

E é aí que entra o profissional conhecido como Community Manager.

Ele é responsável por gerar engajamento ao redor da marca, fazendo com que pessoas se conectem entre si e se sintam parte de uma comunidade.

Pensando nisso, trouxemos alguns detalhes dessa função que é muito importante para as empresas, independente do mercado no qual ela atua.

Quer saber mais? Confira.

O que é Community Manager?

O Community Manager – gerente de comunidades e redes sociais – é quem vai construir estratégias e produzir conteúdos para que a empresa tenha um bom nome e reputação diante dos usuários.

Portanto, é importante que ele entenda o perfil e as questões que interessam às pessoas, facilitando o relacionamento com os clientes e a interação entre eles

Ele faz isso nutrindo as comunidades de informações, diálogos, discussões saudáveis sobre temas relacionados à marca, etc.

Por isso, esse profissional deve ter um mix de conhecimentos técnicos, como:

  • Ferramentas digitais;
  • Criação de estratégias de marketing e engajamento;
  • Criatividade;
  • Escrita criativa;
  • Boa Comunicação;
  • Empatia.

6 Funções de um Community Manager

6 Funções de um Community Manager

1. Criar conteúdo 

O CM (Community Manager) tem que usar a criatividade para que os membros da comunidade interajam com a marca e entre si.

Para isso, ele desenvolve pautas com assuntos referentes à marca e que interessem aos usuários.

2. Monitoramento das ações e publicações

 Além de gerar novos conteúdos, esse profissional deve acompanhar o impacto que as ações já implementadas causaram na comunidade. 

Algumas ferramentas importantes para essa função incluem o Hootsuite, Sprinklr, Stilingue e até o mLabs.

3. Análise da concorrência

 Ficar atento ao que os concorrentes estão fazendo, é sempre importante!

Não para copiar ou gerar uma competição, mas para monitorar o movimento do mercado.

Também por isso é importante se manter atento às tendências de memes, notícias e outras novidades, para explorar diferentes ideias e sempre inovar para chamar e reter a atenção do público.

4. Gerenciar crises online

Acompanhar o que é dito online sobre a marca e ter um plano de monitoramento e de contingência em casos de crise é muito importante.

Principalmente porque atualmente o feedback dos clientes são prioritariamente fornecidos pela internet para que todos vejam.

5. Construir e manter relacionamento com o público-alvo

 O Community Manager deve mapear a comunidade e usar o marketing digital para criar um conjunto de ações que façam sentido para o segmento visado. 

6. Definir estratégias

Esse profissional precisa planejar o futuro e ficar atento ao que está acontecendo tanto na empresa quanto no mundo para manter sua comunidade conectada.

Melhores horários, canais a serem utilizados e frequências das ações:

Tudo isso são fatores que o Community Manager deve levar em conta em sua estratégia. 

Para se organizar, por que não investir em um Trello ou Notion? 

As duas ferramentas podem ajudar muito na rotina do Community Manager.

Como ser um Community Manager?

Como ser um Community Manager

Tenha uma boa formação

A maioria dos profissionais vêm de formações de humanas, como Jornalismo e Publicidade.

Por ser uma profissão criada pelo mercado, não tendo vindo do meio acadêmico, não há uma formação específica para esse profissional.

Athon-MBA

Para se especializar como Community Manager, o que pode ser feito são cursos livres sobre o tema.

Após a faculdade, o profissional pode buscar ainda um MBA na área de Marketing Digital, por exemplo, que explora bastante o mundo das redes sociais e interação online com os clientes e potenciais clientes.

Empatia é essencial

Esse profissional precisa entender bem qual o clima em sua comunidade, percebendo mudanças em opiniões ou valores e ajustando sua estratégia de acordo.

Seja criativo

É importante ter muita imaginação e inteligência para continuar gerando engajamento em sua comunidade.

Afinal, ficar sempre na mesma não chama a atenção.

Então é necessário saber como criar conteúdos que alcancem seu público-alvo de forma efetiva.

Adquira Experiência

A fim de adquirir experiência para gerenciar grandes contas, é necessário escalar aos poucos. 

Gerenciar sua própria marca pessoal pode ser uma alternativa que vai gerar muito aprendizado.

Busque versatilidade 

As redes sociais estão em constante evolução. 

Sem contar que esse profissional não deve focar em uma única ferramenta, em um único modelo de atingir o público.

É estratégico ser versátil e combinar várias alternativas.

Gostar de pessoas e ter boa comunicação são diferenciais

O dia a dia do CM vai ser muito dinâmico, interagindo com diversos usuários e estudando seus comportamentos e gostos. 

É essencial que esse profissional consiga se comunicar de uma forma efetiva.

Além disso, ele nunca está trabalhando sozinho, e inclusive muitas vezes vai precisar estar em contato com outros setores da empresa para discutir ideias ou por projetos em prática.

Qual o salário de um Community Manager?

A média salarial de um Community Manager no Brasil é de R$ 3.300,00, de acordo com o site especializado em carreiras Vagas.com.

Sendo o salário inicial R$2.119,00, podendo chegar a R$3.919,00.

Já o Glassdoor coloca a média salarial em R$4.952,00, podendo variar entre R$3.000,00 e R$5.000,00.

Tudo vai depender da empresa para qual você trabalha, se você é contratado via CLT ou tem um CNPJ.

Como pessoa jurídica você pode atender vários clientes, oferecendo trabalho de freelancer, tendo uma renda maior do que se trabalhar para apenas uma empresa fixa, por exemplo.

Toda marca ou empresa é obrigada a ter um Community Manager?

Claro que não é uma obrigatoriedade, mas criar esse senso de proximidade com seus clientes e potenciais clientes é extremamente importante para a saúde da marca.

No Brasil, temos casos excelentes de marcas que conseguem se humanizar nas redes e, com isso, acabam crescendo seus negócios.

É o caso do Nubank, Itaú, Magalu

Ao ter esse profissional, você terá a garantia da manutenção das comunidades criadas nas redes sociais – afinal, não basta postar e esquecer o post lá.

Gerando mais interações positivas, o valor da sua marca vai crescendo e mais pessoas vão olhar e pensar: é com ela que quero me relacionar!

Online e roteando!

Se você é uma pessoa antenada e está pensando em trabalhar com mídias sociais, a carreira de Community Manager pode ser interessante para você.

E deu pra ver que não é molezinha, né? 

Não basta postar muitos stories e ficar esperando acontecer. 

Você precisa tomar uma atitude: e a primeira delas pode ser começar uma graduação ou um MBA que tenha tudo a ver com a área.

Tá esperando o que para se inscrever na Athon

Os cursos de Jornalismo e  Publicidade e Propaganda podem ser perfeitos para você.

Além do conhecimento aprofundado em Marketing, ao sair formado na Athon você consegue unir criatividade à performance da comunicação mercadológica.

Dê mais esse passo rumo à carreira dos seus sonhos!

Quer receber informações sobre inovação e mercado de trabalho?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.