A importância do inglês no mercado de trabalho

A importância do inglês no mercado de trabalho: 7 portas abertas ao saber o idioma

Ser fluente em inglês não é só uma forma de garantir aquele show nos bares de karaokê. 

O domínio da língua universal já deixou de ser um diferencial para se tornar  um pré-requisito em vagas no mercado de trabalho – podendo garantir salários mais altos.

Dados de uma agência de recrutamento revelam que o estagiário ou o trainee com inglês fluente ganha mais que o dobro do que o colega de função com inglês básico. 

Profissionais com diploma de curso superior recebem 65% a mais e, se for diretor, 90% a mais.

Mesmo que o inglês não seja a língua mais falada do mundo – perde para o mandarim e para o espanhol –, é, definitivamente, o idioma mais usado no ambiente corporativo.

Principalmente nas áreas da ciência e da tecnologia. 

Com a crescente queda de fronteiras, que permite que profissionais trabalhem de forma remota para empresas estrangeiras, o inglês ganhou ainda mais força.

Confira, a seguir, a importância do inglês no mercado de trabalho e as vantagens de dominar a língua.

7 portas abertas no mercado de trabalho ao saber inglês

7 portas abertas no mercado de trabalho ao saber inglês

1. Concorrência

Embora a maioria das escolas de Ensino Fundamental e Médio ofereçam aulas de inglês, nem todo mundo consegue fazer aulas em escolas especializadas ou com professores particulares.

Sendo assim, quem tem acesso a aulas de inglês além do ambiente escolar geralmente está à frente no que diz respeito às chances de aperfeiçoar o domínio da língua.

Mas, não é só pagando por aulas extras que é possível estar à frente.

Assistir filmes legendados e procurar fazer leituras em inglês também são boas alternativas para quem se preocupa com o futuro.

2. Mais e melhores oportunidades de emprego

Mais do que um diferencial, saber inglês já se tornou um pré-requisito para várias vagas e várias empresas.

Então, se o recrutador tiver de escolher entre alguém com inglês fluente e alguém que só sabe falar “how you doin’”, ele certamente optará pelo profissional bilíngue. 

3. Salários mais altos

Cargos de gerência e executivos de empresa, normalmente, precisam viajar e representar a empresa em outros países.

Então, para essas posições, naturalmente, são escolhidas pessoas com domínio fluente do inglês.

E, como se sabe, esses cargos oferecem salários mais elevados, não é mesmo?

Além disso, alguns empregadores podem oferecer bônus ou benefícios adicionais a funcionários que falam inglês, reconhecendo o valor dessa habilidade.

Isso ocorre especialmente em cidades que ficam em regiões metropolitanas e com maior concentração de empresas multinacionais.

4. Uma rede de networking maior e mais diversificada

O inglês é amplamente aceito como a língua universal dos negócios.

Sendo assim, se você for fluente, terá facilidade em se comunicar com parceiros, clientes e colegas de trabalho de outros países.  

Além de, obviamente, abrir portas para negociações, você acaba aumentando sua rede de contatos, conhecendo pessoas de qualquer país, sem barreiras de comunicação..

A facilidade de fazer networking aumenta em 100%!

5. Oportunidade de trabalhar no exterior ou para empresas estrangeiras

A fluência em inglês permitirá que você se candidate a vagas em empresas internacionais, para exercer trabalho remoto internacional

E, melhor ainda, com um inglês afiado, você pode até escolher trabalhar no exterior, em uma empresa internacional. 

E as vantagens desse modelo de trabalho são inúmeras, inclusive receber o seu salário em uma moeda mais valorizada que o real, por exemplo.

6. Mais oportunidades para se atualizar e para ampliar conhecimento

Ao saber inglês, você consegue entender publicações e cursos com materiais produzidos em inglês e que não disponibilizam tradução para o português. 

Além disso, muitos documentos, relatórios e pesquisas relevantes para os negócios são publicados em inglês.

Você pode participar de eventos organizados fora do país e conseguirá publicar artigos escritos totalmente em outra língua. 

E isso, com certeza, será um adicional importante ao seu currículo.

7. Desenvolvimento de habilidades e competências multiculturais

Muitas oportunidades para crescer e se desenvolver como profissional vão chegar até você se você conseguir romper as barreiras da língua.

Isso porque vários cursos, treinamentos e materiais de desenvolvimento profissional são oferecidos em inglês. 

Mesmo em empresas nacionais, alguns workshops ou ofertas in company são realizados em inglês.

Dessa maneira, ao ter contato com outras culturas e línguas diferentes da sua, você aprimora o seu repertório e visão de mundo.

Mais uma vez: quem dominar o idioma estará sempre à frente. Não existe segredo.

Não deixe para depois e aprenda como aprimorar o seu inglês

Se você já tem uma boa base – adquirida no colégio, na faculdade ou até por estudos próprios –, é um bom começo.

Mas, se nunca estudou inglês antes ou não tem familiaridade com a língua, pode ficar tranquilo.

Existem várias maneiras de aprimorar o inglês, independente do seu nível de fluência.

Afinal, mesmo que você tenha estudado a língua durante anos, a experiência vem com a prática constante. 

Principalmente as habilidades de fala (speaking), que podem ser um pouco mais difíceis de adquirir do que a escrita (writing) e a audição (listening). 

Confira algumas dicas:

Aulas de inglês

Uma forma de priorizar o aprendizado é se matricular em um curso de inglês

Hoje, existem inúmeras possibilidades – gratuitas e pagas, on-line ou presencial, aulas em grupo ou tutores particulares.

Essa dica vale para todas as pessoas que querem desenvolver uma segunda língua, mas é especialmente relevante para quem ainda está começando.

A menos que você seja muito disciplinado, aprender sozinho – em especial se você já for adulto – se torna difícil.

Plataformas de conversação e aplicativos de prática

Existem algumas plataformas, como a Cambly, que permitem trocas ao vivo com professores brasileiros e estrangeiros. 

Mesmo que vocês não sigam uma aula padrão, somente o ato de conversar em inglês já ajuda bastante a desenferrujar e, principalmente, a perder a vergonha de falar em outra língua.

Afinal essa é uma barreira que até as pessoas com nível avançado de conhecimento podem precisar enfrentar.

Outra ferramenta bastante utilizada é o Duolingo, que permite que você exercite o inglês – e várias outras línguas – de uma forma lúdica e gratuita. 

Athon-MBA

Assista à séries e filmes em inglês

Fuja de filmes e séries dubladas!

Mesmo que você ainda não consiga colocar a legenda em inglês, você vai treinando seu ouvido a associar o que os atores estão falando às legendas em português.

Se já estiver mais confiante, vale colocar as legendas em inglês para exercitar também a leitura.

Ouça músicas em inglês

Para manter o cérebro afiado, você deve estar em contato o máximo possível com a segunda língua.

Mesmo que você seja o maior fã de sertanejo brasileiro, tente reservar pelo menos uns minutos por dia para ouvir algumas músicas em inglês.

Se já tiver um nível mais avançado de entendimento, uma ótima pedida é ouvir podcasts gravados em inglês.

O mesmo vale para audiobooks.

Leia em inglês

Ler em inglês é uma forma eficaz de fixar a gramática e de escrever melhor. 

Se você ainda não consegue ler um livro inteiro em inglês, pode apostar em versões bilíngues, que trazem o texto original em inglês e a tradução para o português logo ao lado.

E se você precisa usar o inglês no trabalho, vale buscar textos em inglês relacionados à área profissional de atuação, a fim de entender mais facilmente os jargões e termos técnicos.

Adapte seus dispositivos eletrônicos

Aproveite para trocar as configurações do celular, do notebook e do tablet para inglês.

Essa é uma forma simples de manter contato diário com a língua. 

Se puder, viaje

Se você tiver condições, invista em um intercâmbio.

Passar um tempo em outro país é uma das melhores formas para aprender a se virar naquela língua.

Uma viagem internacional mais curta, de turismo, também fará com que você precise interagir com pessoas estrangeiras.

Nesses casos, fuja de brasileiros! Arrisque-se a se comunicar em inglês. 

Sabemos que essas opções não são acessíveis para muitas pessoas – e não há nenhum problema nisso. 

Viajar é apenas uma das várias formas de aprender inglês. 

A palavra mágica do aprendizado é: pratique!! 

Seja qual for a forma que você escolher, pratique, mantenha-se em contato com a língua, tente e se arrisque. 

Marque conversas com os amigos na qual todos só vão poder falar em inglês.

Ou então fale até mesmo sozinho – pode parecer “loucura”, mas é uma boa maneira de exercitar a pronuncia (principalmente se você é daqueles mais envergonhados).

Por fim, veja no seu dia a dia oportunidades para praticar o inglês sempre que possível.

Como são as entrevistas em inglês no mercado de trabalho?

Como são as entrevistas em inglês no mercado de trabalho

Bom, se você for candidato a uma vaga que exige inglês como pré-requisito, é possível que você tenha de passar por uma entrevista em inglês.

Isso não é motivo para pânico, mas é importante seguir algumas dicas para que a entrevista seja tranquila e você consiga o resultado esperado:

1. Prepare-se! 

Leia sobre a empresa e sobre a função que está em jogo. 

Se possível, leia em inglês para se familiarizar com os termos que podem ser utilizados durante a entrevista.

2. Jamais minta sobre o nível de inglês no currículo

Não diga que você é fluente se não for. 

O recrutador vai perceber rapidamente que você estava mentindo – e você vai acabar passando vergonha. 

3. Treine em voz alta

Mesmo que você tenha um nível altíssimo de conhecimento da língua, você pode ficar nervoso na hora ou pode estar um pouco enferrujado. 

Busque uma lista de perguntas mais comuns (ou confira a lista que preparamos abaixo) e treine as respostas.

Perguntas mais comuns nas entrevistas em inglês

Preparamos uma listinha de perguntas frequentes que podem surgir durante uma entrevista de emprego em inglês:

  1. Tell me about yourself (fale sobre você);
  2. Why are you interested in this role? (Por que você tem interesse nesta posição?);
  3. What skills do you have that will make you great at this job? (Quais habilidades tornam você o candidato ideal para essa vaga?);
  4. Why do you want to work here? (Por que você quer trabalhar aqui?);
  5. What are your salary expectations? (Quais são suas expectativas salariais?);
  6. Where do you see yourself in five years’ time? (Onde você se vê daqui a cinco anos?)
  7. Any questions for us? (Alguma pergunta para nós?);

Pode não parecer, mas algumas dessas perguntas são difíceis e demandam certa reflexão.

Então, tente pensar nas respostas (mesmo que você planeje, inicialmente, em português) e depois treine as respostas em inglês, falando em voz alta.

Se você tiver algum amigo (a) ou familiar que é fluente em inglês, pode ser interessante treinar com ele antes.

Afinal, se você estiver com vergonha de falar na frente de alguém que conhece tão bem, imagine em frente a um ou vários estranhos, não é mesmo?

Lembre-se de que, para manter a fluência, é preciso praticar diariamente. 

Ah! E não se preocupe com o sotaque e com a pronúncia perfeita das palavras.

O importante é construir as frases de maneira linear, de forma que façam sentido. 

O recrutador já sabe que você é um profissional brasileiro. 

Ele não está esperando um brasileiro com inglês do Brooklyn. 

Então, fique tranquilo quanto a isso, ok? 

Knowledge is power! (Conhecimento é poder!)

Além de ser muito útil no mercado de trabalho, aprender inglês pode ser bastante divertido.

Se você for a um show do seu artista internacional preferido, por exemplo, vai conseguir entender tudo que ele está falando.

São só vantagens, não é mesmo?

Não esqueça de praticar e deixe a vergonha de lado.

O conhecimento da língua inglesa é algo que ninguém poderá tirar de você! 

Em vários dos cursos de graduação e de MBA da Athon Ensino Superior, os alunos se deparam com materiais de apoio e referências em inglês.

Quer compartilhar conosco como o inglês mudou a sua vida? Deixe um comentário! 

Se quiser receber mais artigos como esse, não deixe de se inscrever na nossa newsletter.

Quer receber informações sobre inovação e mercado de trabalho?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.