lifelong learning

Lifelong learning: o que é, pilares e por que é fundamental na sua carreira

Agora que você já terminou sua graduação, é só pegar o diploma e ir pra cima do mercado de trabalho, certo? 

Se a sua resposta foi sim, saiba que seu caminho pode ser muito mais difícil, caso considere que sua etapa de vida como estudante acabou.

Isso porque as empresas que oferecem as melhores oportunidades estão dando preferência para candidatos que são adeptos da educação continuada, ou lifelong learning. 

A ideia por trás desta teoria é simples: sempre buscar conhecimento e capacitação, mas dessa vez sem a pressão de uma instituição de ensino, mas sim por proatividade de aprendizado. 

Que tal ficar por dentro do lifelong learning e aprender mais sobre suas vantagens e formas de aplicação?

Faça a leitura e tire suas dúvidas!

O que é lifelong learning?

lifelong learning beneficios

Lifelong learning é sobre ser um eterno aprendiz na vida. Calma, não se trata de nenhuma seita maluca ou de ter que se considerar incompleto para sempre. 

O segredo está em adotar uma postura humilde quanto ao aprendizado e refletir sobre como somos capazes de aprender mais e mais ao longo de nossa trajetória.

Em termos práticos, o lifelong learning é um convite para que pessoas sigam se atualizando e estudando após finalizarem aquela etapa estudantil que vivemos entre a primeira infância e o início da idade adulta. 

Para os adeptos dessa teoria, a chamada “educação formal” representa apenas uma parte de tudo que podemos e devemos aprender. 

Essa educação básica é bem importante, sem dúvidas, mas não é considerada como a última parada quando o assunto são os estudos. 

O convite é bem simples: seguir aprendendo, seja por meio de cursos de capacitação, pós-graduações, cursos técnicos etc. 

A metodologia valoriza cada conhecimento, desde os mais ágeis, como dominar metodologias de execução de tarefas, até aprendizados mais profundos, como fazer um MBA, uma pós-graduação ou outro curso superior.

O que menos importa aqui é a forma como o conhecimento é transmitido, o importante mesmo é absorvê-lo e usá-lo a seu favor, seja na vida pessoal ou no mercado de trabalho.

Mas fica o aviso: não se trata de colocar pressão e tentar fazer tudo ao mesmo tempo. É preciso respeitar os limites, entender sua disponibilidade e, claro, buscar algo que lhe seja útil e, ao mesmo tempo, prazeroso. 

Quais são os pilares do lifelong learning?

Antes de falarmos sobre os pilares do lifelong learning, é importante lembrar que a teoria existe desde os anos 70, mas ganhou força mesmo quando a UNESCO apresentou um relatório sobre “Educação no Século XXI” e destacou a importância da educação contínua. 

Desde então, o tema ganhou força, foi debatido e estudado com profundidade. Hoje, existe até uma organização que representa o lifelong learning, que é a Lifelong Learning Council Queensland (LLCQ).

De acordo com a instituição, existem 4 pilares de sustentação:

Aprender a conhecer

Aborda sobre a possibilidade de ter prazer ao longo do processo de conhecimento. Para isso, é preciso aprender como podemos descobrir coisas novas. 

Isso é representado por uma postura de curiosidade, de pensamento crítico e questionamento, somado à capacidade de reflexão.

Aprender a fazer

Discorre sobre como aprendemos coisas novas quando estamos enfrentando a execução de desafios. 

Conforme aprendemos a fazer, estamos absorvendo conhecimento, que deve ser enaltecido e, claro, transmitido.

E a execução faz do hábito um conhecimento. 

Lembre-se que quem ensina aprende duas vezes, portanto, parte do “aprender a fazer” também passa pela capacidade de ajudar os outros a fazer. 

Isso não fica restrito aos aprendizados técnicos. 

Também entram aqui o desenvolvimento de habilidades como comunicação, gestão de tempo, inteligência emocional e trabalho em equipe.

Aprender a conviver

o que é lifelong learning

Ao conviver, trocamos experiências, portanto, interagir com os demais é um canal de conhecimento que não deve ser deixado de lado.

Aprender com os outros não significa só observar o que eles fazem ou receber instruções de pessoas mais experientes. 

A convivência e as relações é que fomentam o aprendizado

Aprender a ser

Aborda o desenvolvimento da autonomia de cada um e como isso permite que aprendamos coisas novas voluntariamente. 

O conceito também fala sobre a responsabilidade que cada um de nós tem sobre nossas capacidades de aprendizado. 

Tudo isso te parece interessante?

Então confira a seguir por que aplicar o lifelong learning pode ser um grande diferencial em sua vida.

Por que implementar o lifelong learning na vida e na carreira?

Praticar o lifelong learning é importante pois fazer do estudo um hábito de vida é o caminho para se capacitar cada vez mais, se manter informado e exercitar o cérebro.

No campo pessoal, isso significa que você será uma pessoa cada vez mais informada e capaz de solucionar diversos desafios rotineiros, desde o preparo da janta até a melhor forma de gerenciar suas economias.

Conhecimento, mesmo que pontual ou simples, nunca é descartável

Portanto, conforme você “abraça a ideia” de estar em constante aprendizado, coisas que antes pareciam complicadas passam a se tornar apenas alguns obstáculos para sua mente resolutiva e orientada para solução

Além disso, não podemos deixar de lado que o conhecimento constante transforma sua bagagem, amplia seu intelecto e permite ter diálogos mais ricos no ciclo familiar, capacidade para em momentos delicados, como na resolução de conflitos familiares.

Mas o grande ganho do lifelong learning está mesmo no campo profissional.

O aumento da sua bagagem de conhecimentos sobre técnicas e metodologias de execução de tarefas lhe potencializa para disputar as melhores vagas no mercado e contribui para o crescimento de carreira dentro do seu atual local de trabalho. 

Isso ocorre porque as empresas estão atentas

Elas querem, cada vez mais, que seus funcionários busquem conhecimentos por conta própria e adotem a filosofia da educação contínua. 

Estima-se que haverá uma queda na oferta de profissionais aptos para cargos de chefia nos próximos 5 anos. 

Uma pesquisa feita com diversos líderes empresariais apontou que 84% das companhias realmente acreditam que será complicado preencher as posições de liderança em menos de 10 anos.

A saída para muitas delas é promover treinamentos e capacitações internamente, como uma forma de encontrar talentos e identificar quais colaboradores são capazes de trilhar a carreira como líder.

E adivinha quem sai na frente neste cenário? 

Athon-MBA

Se sua aposta foi nos adeptos do lifelong learning, não poderia ser mais precisa.

Resumindo: adotar a educação contínua é a chave para crescer como ser humano e ser capaz de atuar de forma mais propositiva na sua rotina pessoal. 

Paralelamente aos ganhos domésticos, praticar o lifelong learning é algo que pode beneficiar sua carreira, elevar seus ganhos profissionais, capacitar para cargos mais altos e facilitar a sua tomada de decisão dentro do ambiente de trabalho. 

5 vantagens do lifelong learning 

lifelong learning mindset

Veja agora algumas das principais vantagens da educação contínua.

1. Conhecimento estimula a criatividade

Descobrir novas informações permite aplicá-las de modo a solucionar seus desafios ou então para aprimorar tarefas que você já faz.

A criatividade nem sempre está ligada à arte, em muitos casos, ela se faz presente na hora de elaborar uma campanha de comunicação interna, no desenvolvimento de ações de marketing e até mesmo na criação de produtos, ferramentas, serviços e soluções.

2. Domínio de novas habilidades

lifelong learning significado

Essa relação é bem simples de entender: quanto mais você estuda, mais coisas sabe. 

O lifelong learning se baseia na absorção constante de novos conhecimentos e estimula essa prática como forma de solucionar desafios de rotina e também para pavimentar seu caminho profissional. 

Para entender na prática esse benefício, vamos supor que você e um colega de trabalho estão com o mesmo problema em seus computadores.

Seu colega, que não é muito chegado aos estudos, logo chama a TI e cruza os braços enquanto a solução não chega. 

Já você, adepto do lifelong learning, abre o celular, pesquisa sobre o erro na internet e encontra um vídeo que ensina, de forma muito simples, como resolver a situação.

Em menos de 10 minutos, seu computador está funcionando normalmente. 

Além de resolver o seu problema, ainda replica o que fez no PC do colega e agora ambos estão prontos para voltar à ativa.

Só o fato de resolver as coisas por si só e ajudar os outros já é bastante gratificante, certo? 

Agora, imagine se toda essa cena se desenrola na frente do seu chefe, que está pensando em qual dos dois funcionários será promovido no próximo mês.

Parece que alguém vai dar uma boa largada na disputa por essa vaga. E não será seu colega, pode apostar. 

3. Adaptação às novas tecnologias

Hoje em dia não é mais possível negar o auxílio da tecnologia para diversas tarefas rotineiras, não é mesmo? 

Muitas vezes, quem reluta contra soluções tecnológicas são aqueles que não sabem usá-las ou tem receio do impacto delas no dia a dia.

Isso não acontece quando você é um lifelong learner. Sabe por quê? Porque a postura de aprendizado contínuo estimula a adaptação às novidades.

Basta um pouco de dedicação para adquirir conhecimentos de uso das ferramentas e pronto, aquilo que parecia um enorme desafio agora é só um mero detalhe.

E tenha em mente uma coisa: as empresas vão ampliar o uso de tecnologias cada vez mais. E quem não conseguir se adaptar a elas corre riscos de ficar para trás, parar no tempo e não acompanhar mais a evolução do mercado.

Percebe a importância da postura de aprendizado contínuo?

Ela permite encarar as disrupções tecnológicas de peito aberto, sem medo das mudanças. 

4. Conhecimento abre portas

Ser proativo para aprender é essencial para o desenvolvimento da sua carreira. Quanto mais aprende, menores são as chances de ser pego de surpresa com desafios profissionais. 

E quem não se abala perante obstáculos e sabe como resolvê-los sempre será bem visto pelos olhos da empresa, ou seja, estará sempre um passo à frente para conquistar oportunidades, como novos cargos e promoções. 

5. Melhoria do networking

exemplos de lifelong learning

Ao fazer cursos profissionais, MBAs, pós-graduações e afins, é bem provável que você se relacione com outras pessoas que atuam no mesmo mercado que o seu. 

Isso significa que sua rede de contatos vai aumentar, o que é essencial para descobrir boas oportunidades, encontrar novos parceiros para negócios e, claro, construir relações positivas. 

Como aplicar o lifelong learning na prática?

Veja agora algumas dicas para aplicar o lifelong learning no seu dia a dia.

Mapeie suas áreas de interesse

Faça uma lista com os seus principais desejos de aprendizado e divida-os entre os que são mais complexos e os que são mais simples.

Não importa se você quer aprender mecânica automotiva e técnicas de gastronomia oriental, nada será em vão. 

Contudo, na hora de fazer essa listagem, vale separar aquilo que é aplicável na sua rotina profissional e os conhecimentos que serão mais úteis como hobby.

Além de dividir seus desejos de aprendizado por nível de complexidade, pense também no tempo de capacitação, pois isso impacta diretamente na elaboração da sua rotina. 

Confira sua agenda

Para aprender bem, nada de aprender com pressa. 

Faça uma análise da sua rotina, confira os horários disponíveis para estudo e vá encaixando aquilo que dá aos poucos.

Lifelong learning não estimula aprender tudo ao mesmo tempo, a metodologia respeita suas limitações de tempo e dá a letra: uma coisa de cada vez para absorver bem e saber como aplicar. 

Portanto, vá com calma e lembre-se que descansar é muito importante, por isso, nada de entupir seu final de semana com aulas, tutoriais de vídeo e cursos e chegar morto no trabalho na segunda-feira. 

Fique atento ao mercado e suas tendências

Se o seu objetivo é aprimorar conhecimentos para crescer na carreira, como saber o que é mais pertinente para aprender se não acompanhar o mercado?

Fique de olho em tendências, participe de eventos da sua área e busque sites e publicações a respeito do seu trabalho.

Essas são formas simples de mapear as exigências do mercado e tomar a decisão sobre o seu próximo foco de estudos. 

Somos todos aprendizes ao longo da vida

Agora que você já sabe o que é lifelong learning e como essa filosofia pode ser estruturada em sua vida, que tal refletir sobre como a vida é uma eterna sala de aula?

Estamos em contato com coisas novas o tempo todo, e nunca é tarde para aprender algo novo, ainda mais quando esse conhecimento tem poder de transformar sua realidade.

Por isso, lhe convidamos a ser um lifelong learner, alguém que acredita que a vida é um eterno aprendizado, sem limite de horas e nem de conteúdos.

E se você quer adotar essa postura daqui para frente, saiba que a escolha das instituições de ensino é ponto fundamental para seu sucesso.

Nada é melhor do que aprender com bons professores, que sabem equilibrar teoria e prática, e em cursos com grades curriculares bem construídas e que levam em consideração as principais exigências do mercado.

Tudo isso você encontra aqui na Athon, tanto nos programas de ensino superior quanto no nosso MBA. 

O que não falta aqui é conhecimento para transformar sua vida e impactar positivamente sua carreira.

Quer receber informações sobre inovação e mercado de trabalho?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.