sindrome do domingo a noite

Síndrome do domingo à noite: por que acontece e como lidar?

São 22h e a música de fechamento daquele famoso programa de domingo à noite começa a tocar.

Isso significa que a segunda-feira está mais perto do que nunca.

O sentimento de ansiedade e inquietação começa a tomar conta, afinal você não se sente preparado para a semana que vai começar. 

Se você se identifica com essa narrativa, saiba que não está sozinho.

Esse sentimento é chamado de síndrome do domingo à noite.

Ele, muitas vezes, nos impede de curtir o dia de domingo e acaba encurtando ainda mais o fim de semana.

O ritmo acelerado em que vivemos hoje em dia contribui (e muito!) para essa sensação ruim no fim do domingo.

Mas, como lidar com ela da melhor maneira possível? 

Neste artigo exploramos um pouco mais sobre o que é a síndrome do domingo à noite, quais suas principais causas e o que você pode fazer para amenizá-la.

Sacode essa inquietação e vamos lá!

O que é síndrome do domingo à noite?

Apesar de não ser reconhecida como um transtorno mental oficialmente, a síndrome do domingo à noite é um fenômeno psicológico caracterizado pela tristeza, ansiedade ou angústia que surgem no domingo.

Esses sentimentos estão, normalmente, conectados com a volta da rotina que acontecerá na segunda-feira.

Ela afeta, principalmente, aqueles que estão mais insatisfeitos com seus empregos.

Aparentemente, há também uma questão geracional.

Um estudo realizado pela Great Place to Work, empresa especializada em culturas empresariais, e publicado na Exame, buscou entender quem sofria mais da síndrome do domingo à noite.

Somente 11,49% das pessoas nascidas de 1945 a 1964 têm esse sentimento, enquanto 57,39% da geração Z sentem esse desânimo aos domingos.

Isso é um reflexo direto da insatisfação das novas gerações com o quanto de tempo se passa no trabalho. 

Inclusive, são inúmeros os casos de vídeos que viralizam na internet de jovens que adentram o mercado de trabalho e reclamam da falta de tempo para atividades de lazer.

Outro fator que pode estar contribuindo para o aumento da síndrome do domingo é a adoção do home office.

Como não há mais separação física entre o seu ambiente de descanso e seu ambiente de trabalho, você não consegue se desconectar completamente.

Fatores que podem provocar a síndrome do domingo

Passar o final de semana todo usando o computador

Não é novidade para ninguém que quanto maior o tempo passado nas telas, maior os problemas que elas acarretam.

Estudo feito pelo Canadian Journal of Psychiatry indica que o nível de ansiedade é fortemente afetado pelo uso de telas.

Portanto, é de se esperar que, se você passou o final de semana inteiro encarando uma tela, a ansiedade chegue no domingo à noite com tudo.

Mesmo que não tenha sido para trabalho, direcionar o seu olhar e atenção para outras coisas além das telas é muito mais vantajoso.

Deixar trabalho para terminar na segunda-feira

Quando você para de trabalhar na sexta-feira e pensa “na segunda-feira eu resolvo isso”, com certeza gera um alívio momentâneo.

Porém, a segunda-feira vai chegar – e a expectativa pela chegada dela pode ser um dos gatilhos para a síndrome de domingo à noite.

Tente ao máximo dar check em todos os ítens da sua lista de “To Do” durante a semana.

Trabalhar no final de semana

Se por qualquer motivo você precisou trabalhar durante o final de semana e não conseguiu descansar, saiba que sua mente não estará preparada para a próxima semana.

A saúde mental depende muito do descanso, e encontrar esse equilíbrio é essencial.

Problemas no trabalho ou insatisfação

Você ficaria animado de ir para uma festa que só tem pessoas que você não gosta ou só toca música de ritmos que você não curte?

Isso vale para o trabalho. 

Quando você está insatisfeito no trabalho ou está enfrentando problemas (assédio, falta de valorização, sobrecarga), é natural que seu corpo rejeite a ideia de voltar a ele.

E como consequência, é natural que você lide com a ansiedade no domingo à noite.

Excesso de álcool e agito no sábado à noite

Claro que o fim de semana é para você relaxar e fazer o que mais gosta.

Sabemos que às vezes, isso inclui uns drinks a mais… e a ressaca chega no domingo.

A ressaca pode causar ansiedade que vai se exacerbar à medida que a segunda-feira vai chegando.

Síndrome de Burnout

Cada vez mais comum no Brasil e no mundo, a Síndrome de Burnout é um distúrbio psíquico e crônico caracterizado pelo estado de tensão emocional e estresse provocados por condições de trabalho desgastantes.

Athon-MBA

Ela provoca ansiedade e depressão e está geralmente conectada ao trabalho. 

Portanto, não é incomum que os portadores dela sintam a síndrome de domingo à noite.

Vale ficar de olho nos outros sintomas e garantir que está sendo acompanhado por profissionais de saúde qualificados.

 7 dicas para driblar o desânimo e começar a semana melhor

 7 dicas para driblar o desânimo e começar a semana melhor

1. Planeje a sua semana e conclua suas tarefas

Para evitar ficar remoendo no domingo à noite tudo que você tem que fazer na semana seguinte, mantenha um planejamento organizado da sua semana – e se atenha a ele!

Garanta que, na segunda-feira, você separe um tempinho para revisar o planejamento da semana que passou. E, na sexta-feira, planeje a semana que vem por aí.

Assim, você estará sempre com as tarefas em dia e não precisará se preocupar com o planejamento no fim de semana.

Isso também ajuda a evitar as horas extras de trabalho que se estendem pelo sábado e domingo, garantindo um descanso completo.

Inclusive, muitas empresas estão testando o trabalho de 4 dias por semana, que entre as suas inúmeras vantagens, está preservar a saúde mental dos colaboradores

Talvez seja uma opção apresentar a ideia na sua empresa, se houver oportunidade.

2. Medite!

Você já ouviu falar em “mindfulness”?

Essa filosofia de vida prega que estar no presente é a melhor forma de viver e já tem sido muito utilizada para combater a ansiedade do dia a dia.

Um de seus pilares é a meditação.

Se você nunca tentou, vale dar uma checada em vídeos no YouTube ou no Spotify e tentar praticar uma meditação mindful no domingo.

Isso pode ajudar a colocar sua cabeça no lugar e viver o presente, não antecipando tudo o que virá pela semana.

3. Escreva o que sente

Manter um diário de sentimentos tem diversos benefícios para a saúde mental.

No caso da síndrome do domingo, pode ajudar você a refletir sobre o que está causando os sentimentos de angústia e te ajudar a fazer algo diante disso.

4. Desconecte-se no domingo

Que tal fazer um “detox” aos domingos?

Não, não estamos falando de uma dieta nova.

Mas, sim, de evitar o uso de redes sociais e outras telas.

Já vimos que as telas podem causar mais ansiedade. 

Então, tentar se desconectar e planejar outras atividades para esse dia pode ser uma boa saída para a síndrome do domingo à noite.

5. Faça exercícios físicos

Quem nunca ouviu falar nos benefícios dos exercícios físicos para a saúde mental?

Então, já que está desconectado aos domingos, aproveite para fazer uma caminhada ou dar um pulinho na academia.

Seu corpo e mente agradecem imensamente!

6. Planeje uma programação tranquila para o domingo

Seja só com você mesmo ou com amigos e família, vale sempre buscar fazer algo diferente no domingo.

Visitar um museu, almoçar fora, fazer uma trilha… 

Explore o que sua cidade tem de melhor e veja como a síndrome do domingo demora mais a chegar.

7. Procure por ajuda

Caso você tente implementar diversas dicas na rotina e não sinta melhoras ou note outros sintomas mais graves, talvez seja hora de buscar ajuda profissional.

Fale com um psicólogo ou psiquiatra e conte o que está acontecendo. 

Não tenha vergonha de estender a mão e falar que não está bem.

No Brasil, 9,3% da população tem algum transtorno de ansiedade diagnosticado, sendo o líder mundial no quesito. 

Você não está sozinho nessa.

Inspire… não pire!

Depois de ler este artigo e ver que não está sozinho, é hora de pôr em prática as dicas para combater a síndrome do domingo à noite!

Lembre-se de organizar a semana, escrever sobre seus sentimentos, meditar e se exercitar.

E programe algo bacana para domingo – nem pense em só ficar no Instagram.

Ah, e para não perder mais textos como esse, você já se inscreveu na nossa newsletter? 

Fique por dentro de todas as tendências do mercado de trabalho e carreiras.

Quer receber informações sobre inovação e mercado de trabalho?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.